Reto toda a vida • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 07 de janeiro de 2005

Reto toda a vida

Estocado em Gírias e Falares

Ah, de novo não se trata exatamente de gíria, mas preciso colocá-la aqui para homenageá-la e livrar-me dela.

Pode ir reto toda vida, resposta que ainda se ouve quando se pede atrás do volante determinadas direções, é hipérbole tão hiperbólica que chega a ser lírica. Já pensou? Ir reto toda a vida?

“Pode ir reto toda a vida.”

Penso em escrever um conto ou romance sobre um Forrest Gump tupiniquim que se lance em seguir esse insensato mandamento ao pé da letra; um matuto, advogado ou pescador que resolva seguir simplesmente reto toda a vida, passando por vales, rios e montanhas, cruzando porteiras, plantações e estacionamentos, esgotando dia após dia nesse seu trajeto alinhado e concentrado, sem olhar para trás para não tornar-se indigno, sem perder a fé nem o rumo, alcançando finalmente o fim da vida antes de chegar ao fim do caminho.

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.


 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas apoia causas perdidas