Essa menina • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 15 de dezembro de 2004

Essa menina

Estocado em Gírias e Falares

Ouvi outro dia na música Almanaque do Chico Buarque e lembrei dessa, o costume de usar a expressão “essa menina” (ou “esse menino”) como vocativo, isto é para chamar a pessoa (o menino ou a menina eles mesmos).

“Vê se tem nesse almanaque, essa menina, como é que termina um grande amor.”

Lembrei da renca de vezes que já vi gente falando assim, curiosamente de viés, usando a terceira pessoa pra referir-se à primeira.

Vale lembrar que a forma mais popular é talvez a contraída:

“Vem cá, ssa’minina, o que foi que ele te disse?”

Ci’minino, de onde é que tu tá vindo?”

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas espera não ter de repetir