Contaminação • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 27 de abril de 2005

Contaminação

Estocado em Quase Ciência

Em tempos recentes a dúvida sobre a vida em Marte tem estado sempre ligada à ameaça de contaminação. Em 1996 cientistas da NASA anunciaram que haviam achado fósseis de bacilos marcianos num meteorito (marciano) encontrado na Antártida, mas depois ficou provado que a amostra estava contaminada com germes terrestres. Os especialistas decidiram que a pedra podia também conter fósseis de antiquíssimos bacilos extraterrestres – mas como saber a diferença?

Existe vida em Marte?

Informa-me o colunista científico Carl Zimmer que os cientistas continuam otimistas quanto à possibilidade de encontrar-se vestígios de vida em Marte. Num encontro recente de especialistas em Marte (já pensou você ser um especialista em Marte? com quem você poderia conversar numa festa?) 75% dos presentes opinaram que Marte já deve ter abrigado alguma forma de vida no passado e 25% arriscaram que deve haver vida lá ainda hoje. Vida microscópica, naturalmente, e não as vastas civilizações subterrâneas governadas por amazonas seminuas que estávamos todos esperando.

Nos últimos anos a meia dúzia de sondas terrestres que chegaram ao solo marciano falharam em encontrar qualquer vestígio conclusivo de vida – e até mesmo de água, cuja descoberta poderia ter alimentado a curiosidade e a esperança dos cientistas. Embora haja na Terra formas de vida que sobrevivem em ambientes menos acolhedores do que a superfície de Marte, pelo que sabemos até agora o Planeta Vermelho é estéril como um estacionamento.

Porém, como nota Carl Zimmer, a possibilidade de contaminação é uma via de duas mãos. As sondas terrestres que chegaram a Marte podem muito bem ter levado consigo diversas estirpes de microscópicos bacilos e germes terrestres, presos em minúsculas fissuras de seus mecanismos. Como o ambiente de Marte é menos hostil, digamos, do que o da Lua, existe sempre a possibilidade de que pelo menos alguma dessas formas de vida terrestres tenha encontrado um nicho confortável em solo marciano e esteja agora mesmo se multiplicando confortavelmente no planeta vizinho – sem ter de enfrentar qualquer competição.

Os Invasores de Marte somos nós.

À pergunta “existe vida em Marte?”, por enquanto a melhor resposta talvez seja: agora é bem possivel que haja.

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.


 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas já não é mais a mesma