Caco Postal • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 15 de julho de 2005

Caco Postal

Estocado em Família · Nostalgia

Houve um tempo em que ninguém andava na Rua XV, em que as pessoas mandavam cartões postais umas para as outras e em que todos os toldos das barraquinhas e bancas do centro de Curitiba eram de acrílico roxo. Quem mandou-me este, para meu endereço de Bauru, foi Carlos, o Bondoso (Caco, para os sobrinhos). O ano é 1979, como comprova este detalhe.

O que não mudou é que as mensagens do Caco continuam brevíssimas.

Carlos, como creio que nunca respondi às perguntas que você faz neste cartão, nunca é tarde. Quando venho para Curitiba? Estou aqui desde 1987. Devo ter crescido bastante, né? Amigo, você não tem noção.

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.


 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas apoia causas perdidas