“Araucaria brasiliana” na Flora brasiliensis • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 13 de maio de 2006

“Araucaria brasiliana” na Flora brasiliensis

Flora brasiliensis

Flora brasiliensis

Flora brasiliensis

O pinheiro-do-paraná, com grinfas, pinhas e pinhões, conforme descrito na obra Flora brasiliensis, produzida entre 1840 e 1906 pelos editores Carl Friedrich Philipp von Martius, August Wilhelm Eichler e Ignatz Urban, com a participação de 65 especialistas de vários países. Flora brasiliensis contém tratamentos taxonômicos de 22.767 espécies de angiospermas brasileiras, reunidos em 15 volumes, divididos em 40 partes, com um total de 10.367 páginas. Até hoje a Flora brasiliensis, que recebeu apoio financeiro do Imperador Ferdinando I da Áustria, do Rei Ludovico I da Baviera e do nosso Dom Pedro II, é a única obra a [procurar] mapear a flora completa do Brasil.

Imagens extraídas do impecável sáite florabrasiliensis, que traz o conteúdo integral da obra, incluindo uma interessante introdução histórica. No sáite você pode inquirir as imagens em alta resolução, com opções de zoom e slideshow, e baixar até dez páginas por vez em formato PDF. De especial interesse parecem ser as pranchas do Volume I, que ilustram a vegetação das diferentes áreas geográficas do Brasil e contém preciosidades como esta árvore imensa sendo abraçada por mais de dez homens:

Both em português and in English.

Flora brasiliensis

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas preza pela inconsistência