Nos capítulos anteriores de Lost

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.


Ilustração que fiz para o podcast em que Allyson Irlesh, Zé Márcio e Rondinelly Gomes Medeiros, do seu quartel-general no sertão da Paraíba, reviram o túmulo vazio da série Lost sob a luz inclemente de Nietsche, Freud, René Girard, Jesus, Borges, a religião egípcia, teoria literária, o eterno retorno, a espiritualidade hindu, a blogosfera brasileira e o sertão. Duas horas dessa conversa parecerão muito, mas só para quem não sente na brisa mais inesperada a inequívoca Continue lendo →

Gli altri siamo noi

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Nunca me senti mais sozinho do que agora
É noite, mas queria que segunda-feira chegasse logo

Happy New Year (1980)

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Nada é mais surreal, mais semelhante a vastas e lentíssimas cócegas cósmicas, do que experimentar a passagem do tempo.

A ideia de dividir o tempo, de forma semelhante ao que fazemos com o espaço, ocasiona toda espécie de dissonância cognitiva. É particularmente difícil apreender nossa relação com o passado. Para o futuro o espaço oferece uma metáfora mais ou menos adequada, já que o futuro é o que nos aguarda adiante, o que está além da próxima curva, no virar da esquina.

O dia mais banal

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Il Giorno Più Banale, Marco Masini | Clique no triângulo para ouvir

Ainda que você não me conheça e minha língua não entenda,
Quero hoje te escrever, porque este velho mundo está avariado
E ainda que nunca te tenha visto, sinto-me muito igual a você
Ainda que sejamos moedas de valor, desvalorizadas por uma realidade miserável,
Somos nesta vida pétalas caídas de uma mesma flor

Sonhos esquecidos: Leroy Anderson

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Permita-me reapresentá-lo a Leroy Anderson (1908-1975), ilustre desconhecido, compositor norte-americano cuja especialidade era música clássica ligeira – aquela facção pop da música de concerto caracterizada por ritmos imediatamente cativantes e melodias fáceis de digerir, e que existe a um perigoso passo da música de elevador.

Digo reapresentar porque você já conhece a música do sujeito se viu Jerry Lewis tocando seu concerto para máquina de escrever em Errado pra Cachorro (Who’s Minding the Store?, 1963).

[flv:http://baciadasalmas.s3.amazonaws.com/movies/2006-09-23-leroy-typewriter.flv Continue lendo →

Hung Up: a nova cultura da remixagem

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

O canto remix do pássaro-lira me trouxe à lembrança uma das críticas que muitos intelectuais fazem à cultura do nosso tempo: a de que somos uma época de muita reciclagem e pouca originalidade; de muito material requentado e pouca coisa nova.

O ícone e valente precursor dessa tendência é mesmo o remix ? ?nova mistura? ou ?remexida?. Um remix é uma música feita a partir de trechos (samples, em inglês) de outra, dispostos contra um ritmo diferente, de modo a criar uma coisa nova a partir Continue lendo →

Especially for you

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Um dia desses ouvi Especially for you (1988), um duetinho romântico cantado por Jason Donovan (quem quer que seja o sujeito) e uma ainda jovenzinha Kylie Minogue, e fui varrido – arrebatado, sugado, abduzido – de volta para os anos 80. Fui forçado a admitir que para mim Aqueles Dias são a irrecuperável, açucarada e idealista década de 1980.

Meu amigo Ivan ponderou certa vez que no paraíso encontraremos todas as melhores versões de nós mesmos, em todas as idades. Haverá ali diversos eus, por assim dizer: o bebê, a Continue lendo →


Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Receba por email · Leia um livro · Olhe desenhos · Vasculhe os arquivos · A amizade continua a mesma no twitter, no Instagram, no Flickr e até no Google+ · Mas não no Facebook · Assine com RSS · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas não se responsabiliza por objetos deixados dentro do veículo