O otimista • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 17 de junho de 2016

O otimista

Estocado em Retratos Populares

Pergunte se não acabei de pintar o meu amigo Gustavo Leal Brandão:

Ex-pastor, leitor impenitente, protetor dos fracos, fazedor de pão, oferecedor de café com guloseimas, romeiro, bebedor de vinho, amigo de pecadores, ouvidor de confissões, matutador sem pausa, abraçador de causas perdidas, alçador de espíritos, distribuidor de biscoitos, visitador gentilíssimo, pessoa doce e provocador perpétuo – o Brandão é mais do que um rostinho bonito.

O Gustavo é um dos poucos caras cujo otimismo inflexível até um pessimista empedernido como eu se sente inclinado a perdoar, e pelo excelente motivo de que se existisse no mundo mais gente como ele haveria de fato razão para ser otimista.

Preciso desenhar?

Hora do café com Gustavo Brandão
Uma pintura do Brabo com a sua cara

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Clique aqui para receber as publicações deste sáite por email.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Receba por email · Leia um livro · Olhe desenhos · Vasculhe os arquivos · A amizade continua a mesma no twitter, no Instagram, no Flickr e até no Google+ · Mas não no Facebook · Assine com RSS · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas não substitui uma alimentação saudável e exercícios regulares