E como esses camponeses vão aprender a comprar, se não forem para a escola? • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 01 de Março de 2014

E como esses camponeses vão aprender a comprar, se não forem para a escola?

Estocado em Filmes

«Mas agora, com o desenvolvimento, todos mandam os seus filhos para a escola, e os antigos valores de bondade e compaixão estão começando a declinar.»

«Antes da escolarização moderna nossa educação focava ensinamentos espirituais, mas agora a ênfase é no sucesso material. As pessoas vão para a escola para poder ganhar muito dinheiro, ter uma casa grande, dirigir um bom carro. Toda a ideia de educação foi distorcida para significar como posso ficar rico

«A escolarização ocidental é responsável por introduzir uma monocultura humana ao redor do mundo todo. Essencialmente um mesmo currículo está sendo ensinado, que treina as pessoas para empregos muito escassos em uma cultura urbana e de consumo. A diversidade de culturas, bem como a diversidade de indivíduos únicos, está sendo desse modo destruída.»

Que isto sirva de anexo e epitáfio ao Meu testamento ambiental, que você deve desejar ler em As divinas gerações.

Assista precisamente seis minutos deste vídeo, depois decida se tem algo melhor para fazer.

Escolarizando o mundo no Youtube

 

 

Indicação do Denis Barros de Carvalho,
de seu posto no Piauí encantado

 

 

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Clique aqui para receber as publicações deste sáite por email.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Receba por email · Leia um livro · Olhe desenhos · Vasculhe os arquivos · A amizade continua a mesma no twitter, no Instagram, no Flickr e até no Google+ · Mas não no Facebook · Assine com RSS · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas não tem imagens de gatinhos, fora uma ou outra