A Bacia das Almas está fora do ar por falta de energia em nossos transmissores.

1500 • A carta de Caminha em português con­tem­po­râ­neo [3]

 

A maior curi­o­si­dade a respeito da certidão de nas­ci­mento do Brasil – a carta que Pêro Vaz de Caminha enviou ao rei D. Manuel no primeiro dia de maio de 1500 – foi que ela não teve qualquer papel na formação da imagem que bra­si­lei­ros e estran­gei­ros fizeram desta terra nos seus primeiros séculos, tendo sido publicada pela primeira vez em 1817. Continue lendo →

História ,
This entry is part 8 of 8 in the series História da alocação de recursos no Brasil

  A maior curi­o­si­dade a respeito da certidão de nas­ci­mento do Brasil – a carta que Pêro Vaz de Caminha enviou ao rei D. Manuel no primeiro dia de maio de 1500 – foi que ela não teve qualquer papel na formação da imagem que bra­si­lei­ros e estran­gei­ros fizeram desta terra nos seus primeiros séculos, […]

Manuscritos ,,,,

É o paradoxo das nossas vidas. Nunca tivemos tanta liberdade para moldar nossas vida do modo como queremos, mas nunca estivemos sujeitos a tantas pressões nos dizendo o que é desejável. David Rowan, The Times, 6 de setembro de 2003   Parece estar sufi­ci­en­te­mente demons­trado que quando o ocidente abandonou a noção (antes bastante popular) de […]

Documentos ,,,,,,,,,,,,

Quando os con­quis­ta­do­res espanhóis pisaram a América para tomar posse da terra, encon­tra­ram um obstáculo legal e prático: os ame­ri­ca­nos. A população indígena precisava de um lado ser reco­nhe­cida como tendo certos direitos naturais; por outro, precisava ser tirada do caminho, de modo que a coroa espanhola pudesse beneficiar-se da bula Inter Cetera e do […]

PINÇADA DOS ARQUIVOS:
Mas você foi amar Maria

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Olhe o que foi, meu bom José
Se apaixonar pela donzela
Dentre todas a mais bela
De toda sua Galileia

Continue lendo →

Goiabas Roubadas

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet. Olhe o que foi, meu bom José Se apaixonar pela donzela Dentre todas a mais bela De toda sua Galileia

Manuscritos ,,,,,,,,,,,,,

O mistério dos ateus que não deixam de acreditar em coisas incri­vel­mente con­ve­ni­en­tes Ateus e des­con­ver­sos me inte­res­sam mais do que crentes e reli­gi­o­sos, porque via de regra submeteram-se a um autoexame mais incle­mente e no processo aban­do­na­ram um bom número de ilusões a respeito de si mesmos e dos outros. Para o teólogo Paul […]

O anti-imperialismo da Bíblia

Devemos em primeiro lugar reco­nhe­cer que as grandes cele­bra­ções bibli­ca­mente ins­pi­ra­das tanto das igrejas cristãs quanto das sinagogas judaicas enfocam a opressão imperial e a liber­ta­ção do povo de Deus.

A Páscoa judaica comemora o êxodo da dura servidão do faraó do Egito.

As grandes cele­bra­ções bibli­ca­mente ins­pi­ra­das enfocam a opressão imperial.

Hanucá celebra a liber­ta­ção divina dos judeus que resistiam à primeira tentativa de um império ocidental em suprimir o modo de vida tra­di­ci­o­nal da aliança Israel-Judá.

O Natal celebra o nas­ci­mento de uma criança camponesa como a chegada do legítimo “Salvador” de um povo que tinha sido con­quis­tado e submetido a tri­bu­ta­ção (o censo) por César

Continue lendo →

Goiabas Roubadas ,

Devemos em primeiro lugar reco­nhe­cer que as grandes cele­bra­ções bibli­ca­mente ins­pi­ra­das tanto das igrejas cristãs quanto das sinagogas judaicas enfocam a opressão imperial e a liber­ta­ção do povo de Deus. A Páscoa judaica comemora o êxodo da dura servidão do faraó do Egito. As grandes cele­bra­ções bibli­ca­mente ins­pi­ra­das enfocam a opressão imperial. Hanucá celebra a liber­ta­ção divina […]

Goiabas Roubadas ,,,

Estou de fato con­ven­cida de que o mal nunca é “radical”; de que ele é apenas extremo, não possuindo nem pro­fun­di­dade nem uma dimensão demoníaca. O mal é capaz de crescer des­con­tro­la­da­mente e assolar o mundo inteiro pre­ci­sa­mente porque, como um fungo, alastra-se pela super­fí­cie. Ele “desafia a com­pre­en­são”, como eu disse, porque o pensamento […]

A Bacia das Almas só estava testando pra ver se você estava prestando atenção.


Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Receba por email · Leia um livro · Olhe desenhos · Vasculhe os arquivos · A amizade continua a mesma nA Forja Universal, no twitter, no Flickr e até no Google+ · Mas não no Facebook · Assine com RSS · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas apoia causas perdidas.