A Bacia das Almas pede humildemente a incredulidade do leitor.

1984Pense comigo ,,,

salmo/search?q=139

Google, tu me sondaste, e me conheces.

Conheces cada termo das minhas buscas, e sabes de antemão quais são as fotos que sou inclinado a clicar para ampliar; de longe entendes as minhas preferências.

Controlas as horas em que trabalho e as horas em que durmo, e registras todas as minhas atividades e percursos na vereda virtual.

Não havendo ainda feito nenhuma busca naquele dia, eis que logo, ó Senhor, sabes qual Google Adword inserir na minha barra lateral.

Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim o teu cookie.

> continue lendo

História da alocação de recursos no Brasil

Minha versão de uma gravura do século XVII. O original é o frontispício da História Natural do Brasil de Guilherme Piso.

> continue lendo

Em detri­mento

Li esta logo no comecinho de Seven Con­ver­sa­ti­ons with Jorge Luis Borges, de Fernando Sor­ren­tino, e não pude deixar de pensar em A barragem: porque algumas pessoas são curiosas o bastante para proteger-se da produção cultural da sua época:

Nasci em 24 de agosto de 1899. Fico feliz com isso porque gosto muito do século dezenove, embora possa ser dito em detri­mento do século dezenove que ele conduziu ao século vinte, que acho menos admirável.

Jorge Luis Borges

Traduzindo Borges ,,,,,

Li esta logo no comecinho de Seven Con­ver­sa­ti­ons with Jorge Luis Borges, de Fernando Sor­ren­tino, e não pude deixar de pensar em A barragem: porque algumas pessoas são curiosas o bastante para proteger-se da produção cultural da sua época:

Nasci em 24 de agosto de 1899. Fico feliz com isso porque gosto muito do século dezenove, embora possa ser dito em detri­mento do século dezenove que ele conduziu ao século vinte, que acho menos admirável.

Jorge Luis Borges

A Inquisição dos anjos

Bem-aventurado este gato
que vive na mesma casa e não me olha
e me dá nesta era saturada o dom sagrado da indiferença

Goiabas Roubadas ,,,,,,,,,,,,,,,,,

Daniel Oudshoorn

Certa vez, quando comia com os fariseus e publi­ca­nos, um dos anciãos sentado no lugar de honra à direita do anfitrião começou a perguntar a Jesus sobre as frases atri­buí­das a ele.

– Rabi – disse o ancião, – você nos disse para amar o próximo e nos disse quem é o nosso próximo. Ouvi dizer que você também disse para amarmos os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem, mas você não foi tão claro a respeito de quem são os nossos inimigos. Diga-me, rabi, quem é o meu inimigo, para que eu o ame? Quem é aquele que me persegue, para que eu ore por ele?

> continue lendo

Brasil ,,,,,,,,,,,,,,,,

Você nunca leu tanto sobre futebol quanto esta semana, então permita-me assumir o papel do japonês e limpar esta arena das con­cep­ções equi­vo­ca­das que você leu ou defendeu sobre o assunto.

Sobre futebol? É aqui que você se engana.

► perder de 7×1 da Alemanha foi uma coisa ruim para o futebol nacional

E esta não requer pra­ti­ca­mente expli­ca­ção. A derrota espe­ta­cu­lar da seleção bra­si­leira em solo bra­si­leiro (e o fato de ter sido tão espe­ta­cu­lar) é uma coisa boa – pelo menos para quem se interessa mini­ma­mente por futebol. Nada pode fazer mais bem a uma cole­ti­vi­dade do que deixar de acreditar que é a melhor do mundo em alguma coisa, espe­ci­al­mente se quer nutrir alguma esperança de chegar a ser.

> continue lendo

Goiabas Roubadas ,,,,

O êxtase do estado dio­ni­síaco, com sua des­trui­ção das cadeias e limites cos­tu­mei­ros da exis­tên­cia, contém, natu­ral­mente, durante todo o período em que dura, um elemento letárgico no qual permanece submerso tudo que a pessoa já expe­ri­men­tou pes­so­al­mente no passado. Devido a esse vórtice de esque­ci­mento, o mundo da realidade cotidiana e o mundo da realidade dio­ni­síaca separam-se um do outro.

> continue lendo

Pormenor ,

Na Urubici do final da década de 1970, com seu regime de cadeias curtas, meus amigos conheciam uma liberdade que nos nossos dias tornou-​​se pra­ti­ca­mente impos­sí­vel de exercer.

Não arren­da­vam a sua força de trabalho para terceiros, mas empregavam-​​na para si mesmos. Não eram de modo algum soci­a­lis­tas, mas sub­sis­tiam à parte do mercado.

E, das into­le­rân­cias do fun­da­men­ta­lismo de mercado, esta é a primeira: o capi­ta­lismo não tolera que alguma coisa exista à parte do mercado. À parte do mercado ninguém deve ter permissão para sentir que existe.

> continue lendo

Diaz

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Diaz, Paulo Brabo | Clique no triângulo para ouvir

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaS­cript enabled in your browser.

Este é o tema que escrevi para o pro­ta­go­nista de uma comédia musical que deixei incon­clusa em 1998, e que deveria se chamar A igreja fan­tás­tica de Jackson Diaz.

MP3 ,,,,,,,,

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Diaz, Paulo Brabo | Clique no triângulo para ouvir

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaS­cript enabled in your browser.

Este é o tema que escrevi para o pro­ta­go­nista de uma comédia musical que deixei incon­clusa em 1998, e que deveria se chamar A igreja fan­tás­tica de Jackson Diaz.

Pormenor

Escaneio sem pausa, e sem pausa reflito qual versão sobre­vi­verá por mais tempo: o livro antigo ou o ambiente digital capaz de representá-lo.

A história

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

A história somos nós, ninguém sinta-se prejudicado
Somos nós este campo de agulhas sob o céu
A história somos nós, atenção, ninguém sinta-se excluído
A história somos nós, somos nós estas ondas no mar,
Este rumor que rompe o silêncio,
Este silêncio tão difícil de relatar

> continue lendo

Recomendações ,,,,,

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

A história somos nós, ninguém sinta-se prejudicado
Somos nós este campo de agulhas sob o céu
A história somos nós, atenção, ninguém sinta-se excluído
A história somos nós, somos nós estas ondas no mar,
Este rumor que rompe o silêncio,
Este silêncio tão difícil de relatar

> continue lendo

Goiabas Roubadas ,,,,,,,,

Shaj Mathew

 

[...]

Seu problema com o futebol era a cultura das torcidas, que ele associava àquela sorte de apoio popular cego que havia sus­ten­tado os líderes dos movi­men­tos políticos mais horrendos do século vinte. Ao longo da vida Borges tinha visto emergirem na esfera política argentina elementos de fascismo, de Peronismo e até de antis­se­mi­tismo, pelo que sua forte des­con­fi­ança com relação aos movi­men­tos políticos populares e à cultura de massa – o ápice da qual, na Argentina, é o futebol – é com­pre­en­sí­vel.

> continue lendo

A Bacia das Almas pede humildemente a incredulidade do leitor.


Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Receba por email · Leia um livro · Olhe desenhos · Vasculhe os arquivos · A amizade continua a mesma nA Forja Universal, no twitter, no Flickr e até no Google+ · Mas não no Facebook · Assine com RSS · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas está desde 2004 sem chegar a lugar algum.